Projetos em que a rednesp está envolvida

AmLight

O projeto AmLight é um consórcio acadêmico co-financiado pela NSF, a rednesp e a RNP, voltado à operação de múltiplos canais de banda larga entre redes acadêmicas da América Latina, tendo como principais pontos de interconexão as cidades de Miami (EUA), São Paulo, Fortaleza, Cidade do Panamá e Santiago, no Chile.

GNA-G_logo

O Global Network Avancement Group (GNA-G), sucessor do antigo Global Lambda Integrated Facility (GLIF), é uma organização virtual de redes acadêmicas com o objetivo de fornecer conectividade internacional dedicada, temporária ou permanente, a projetos de pesquisa que dela necessitem.

GNA-G_logo
SPRACE

O São Paulo Research and Analysis Center (SPRACE), localizado no Instituto de Física Teórica da Universidade Estadual Paulista (Unesp), é o principal usuário da rede proporcionada pela rednesp, sendo responsável por parte do processamento mundial de dados do Grande Colisor de Hádrons (LHC) do CERN, na Suíça. Além disso, a equipe da rednesp está diretamente envolvida no desenvolvimento da plataforma SDN Kytos, também realizado no SPRACE.

CIARA

O Center for Internet Augmented Research & Assessment (CIARA), localizado na Florida International University (FIU), funciona como um núcleo parceiro de operação da rednesp nos EUA, congregando técnicos e pesquisadores que ajudam a colocar, através da AmLight, nossa rede para funcionar.

CIARA
Vera C. Rubin Observatory

Vera C. Rubin Observatory previamente conhecido como Large Synoptic Survey Telescope (LSST) é um observatório astronômico instalado no Chile capaz de mapear e fotografar todo o céu visível. A rednesp participa do consórcio responsável pela transmissão internacional da imensa quantidade de dados que serão gerados diariamente pelo telescópio. Mais informações sobre as conexões de dados do Vera C. Rubin podem ser acessadas aqui.