Projetos em que a rednesp está envolvida

O projeto AmLight é um consórcio acadêmico co-financiado pela NSF, a rednesp e a RNP, voltado à operação de múltiplos canais de banda larga entre redes acadêmicas da América Latina, tendo como principais pontos de interconexão as cidades de Miami (EUA), São Paulo, Fortaleza, Cidade do Panamá e Santiago, no Chile

O Global Network Avancement Group (GNA-G), sucessor do antigo Global Lambda Integrated Facility (GLIF), é uma organização virtual de redes acadêmicas com o objetivo de fornecer conectividade internacional dedicada, temporária ou permanente, a projetos de pesquisa que dela necessitem.

O São Paulo Research and Analysis Center (SPRACE), localizado no Instituto de Física Teórica da Universidade Estadual Paulista (Unesp), é o principal usuário da rede proporcionada pela rednesp, sendo responsável por parte do processamento mundial de dados do Grande Colisor de Hádrons (LHC) do CERN, na Suíça. Além disso, a equipe da rednesp está diretamente envolvida no desenvolvimento da plataforma SDN Kytos, também realizado no SPRACE.

O Center for Internet Augmented Research & Assessment (CIARA), localizado na Florida International University (FIU), funciona como um núcleo parceiro de operação da rednesp nos EUA, congregando técnicos e pesquisadores que ajudam a colocar, através da AmLight, nossa rede para funcionar.